Carolina Cerqueira manteve hoje um encontro com a embaixadora da Holanda em Angola, Anne Van Leeuwer, com quem abordou a cooperação bilateral na área da Cultura, com destaque para a formação de quadros especialistas em restauro do património cultural e monumentos.

A governante angolana solicitou a Anne Van Leewer a intervenção junto da comunidade holandesa, mais concretamente em centros de estudo e de investigação, universidades e outras instituições, para incentivar o interesse pela investigação científica sobre a cultura de Angola.

Segundo Carolina Cerqueira, a recuperação da Fortaleza do Ambriz, associada ao Corredor do Kwanza, também conhecida como a Rota dos Escravos, é importante face ao projeto que Angola está a preparar para submeter à UNESCO, no âmbito da candidatura a património mundial.

A Fortaleza do Ambriz assegurou por muitos anos o negócio clandestino de escravos, servindo o edifício de paiol e, depois de reconstruído, no século XVIII, de casa de trânsito dos escravos.

Anne Van Leeuwer disse que a Holanda está disponível para ajudar Angola, sublinhando a possibilidade de tal poder acontecer através do Instituto do Património da Holanda, bem como pela delegação holandesa na UNESCO.

Os dois países têm acordos de cooperação nas áreas do ensino superior, agricultura e transportes.

Publicidade