A obra “Coração de Paris” (“Coeur de Paris”, no título original), que se situa junto à estação de metro Porte de Clignancourt, vai ser oficialmente inaugurada nesta quinta-feira, e serve de mote à cidade de Paris para celebrar o amor neste Dia dos Namorados.

O prolongamento do metro de superfície T3 levou a cidade a pensar novos espaços artísticos públicos, e o pedido deste coração surgiu de várias organizações de moradores deste bairro no Norte da capital francesa.

À artista portuguesa Joana Vasconcelos, que nasceu em Paris em 1971, foi pedido “um símbolo universal para um bairro do Mundo”, como se pode ler no comunicado de imprensa da Câmara Municipal da capital francesa.

O coração, que se acende consoante os batimentos cardíacos e tem movimento rotativo, é composto por 3.800 azulejos pintados à mão no atelier da artista portuguesa.

Aquando da visita de Joana Vasconcelos a Paris, no mês de janeiro, a artista disse à agência Lusa que foi exatamente em Clignancourt, onde os seus pais viviam na altura do seu nascimento, que o seu coração “começou a bater”.

“A minha relação com Paris é bastante íntima, pessoal e, ao mesmo tempo, profissional. Eu nasci aqui há 47 anos e estou a colocar aqui o Coração de Paris, na Porta de Clignancourt, onde eu nasci e onde o meu coração começou a bater”, disse a artista portuguesa.

Além da inauguração oficial, que vai contar com a presença do embaixador de Portugal em França, e de vários eleitos da câmara de Paris, como o vereador luso-descendente Hermano Sanches Ruivo, a junta de freguesia do 18º bairro, onde se situa a Porte de Clignancourt, organiza ainda um baile popular e convida todos os parisienses a celebrar de forma especial este dia de São Valentim.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here