O docente, diretor-geral da Cultura e formado em música em Portugal, afirmou ter decidido “oferecer aulas de iniciação musical” aos artistas da nova geração, aos quais vai ensinar os conceitos como a melodia, o ritmo, o compasso e a leitura das partituras.

Depois desta ação, os músicos poderão assistir aulas de guitarras e a seguir de baterias, sob a orientação do consagrado artista guineense, Zé Manel.

Cornélio Correia explicou que as aulas de guitarra e bateria já vão decorrer no Instituto do Cinema da Guiné-Bissau.

As aulas de iniciação musical aos 24 músicos, enquadram-se na perspetiva da reabertura da Escola de Música José Carlos Schwartz, encerrada desde de finais dos anos 1990, indicou o diretor-geral.

Cornélio Correia adiantou que o Governo mandou efetuar um levantamento das instalações da antiga escola que funcionava no quartel da Marinha em Bissau, na perspetiva sua reabilitação em breve.

O diretor-geral enalteceu a vontade que tem sido demonstrada pelos artistas e ainda frisou o “alto nível de escolaridade” que têm o que, disse, contrasta com a realidade dos artistas das gerações antigas.

“Muitos desses artistas têm licenciaturas o que torna fácil a compreensão das matérias”, observou Cornélio Correia que acredita que com a reabertura da Escola da Música vão se inscrever para ter mais conhecimentos sobre aquela arte.

Publicidade