O artista cabo-verdiano radicado na Holanda Beto Dias comemora, este ano, 30 anos de carreira com uma digressão pelos Estados Unidos, Europa e por Cabo Verde.

Na sua página na Internet, o cantor indica que iniciou o “tour” a 10 de Março, pelos Estados Unidos, onde ainda tem agendado mais dois espectáculos, em Boston na sexta-feira, 16, e New Bedford, no sábado.

Beto Dias é aguardado na Vila Moura, em Paris, França, no dia 23 deste mês, para apresentar o seu repertório, e, no dia seguinte, 24, será a vez dos cabo-verdianos radicados na Suíça receberem o artista.

No âmbito dessa digressão, o cantor tem agendado concertos em Cabo Verde, nomeadamente no Mindelo, em Santo Antão e na ilha do Sal, assim como “shows” na cidade do Porto e em Algarve, Portugal.

No dia 28 de Abril, Beto Dias convida o seu primeiro grupo, Rabelados, para um espectáculo em Luxemburgo e no dia 05 de Maio volta a subir ao palco de Paris, também com a participação dos Rabelados.

Beto Dias, nome artístico de Alberto da Veiga Dias, é natural do concelho do Tarrafal de Santiago. Iniciou a sua carreira musical em 1988, quando integrou o grupo Rabelados como guitarrista, mas com o tempo passou a ser o líder e a principal voz da banda, ao lado do músico Meno Petcha.

Neste grupo lançou dois discos, Unidade y Amor (1989) e Sukuru (1995), tendo deixado o grupo em finais de 1996.

O primeiro disco a solo de Beto Dias, intitulado Sodadi, foi editado em Dezembro de 1993, “Sol, Armonia & Fé” (1996), “Nos 2” (2000), “Kuasi Perfeitu” (2004) “Best Of (2006), Totalmente de Bo (2009).

Em 2011, o cantor venceu na categoria de Melhor Intérprete Masculino, Melhor Álbum Electrónico e Melhor Funaná no Cabo Verde Music Awards (CVMA).

Publicidade