O Carnaval do Mindelo terá enchido as medidas de altos dirigentes do Estado que assistiram aos desfiles de segunda-feira e hoje, a julgar pelos elogios, promessas de apoio e aposta na qualidade expressadas no final do certame.

Do secretário de Estado-Adjunto da Economia Marítima, que se confessou “sem palavras” para classificar o espectáculo que assistira, passando pelo vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, que já fala no Carnaval como produto que pode ser vendido à escala global, até ao primeiro-ministro, que promete apostar, investir e apoiar “fortemente” no produto Carnaval, a festa carnavalesca do Mindelo, pelos vistos, agradou.

Com efeito, segunda-feira, por ocasião do desfile da Escola de Samba Tropical, e hoje, no concurso dos quatro grupos oficiais, a bancada principal da Rua de Lisboa recebeu uma enchente de altos dirigentes do Estado, a começar pelo presidente da Assembleia Nacional, primeiro-ministro, vice-primeiro-ministro, mais dois ministros e um secretário de Estado-Adjunto.

O primeiro-ministro, por exemplo, considerou aos jornalistas que o Carnaval do Mindelo está “cada vez melhor” e com “boa organização”, sendo um produto cultural e turístico “muito forte” e que traz “muita gente” a São Vicente.

“A nossa intenção é transformar o Carnaval do Mindelo numa indústria capaz de produzir eventos que sejam rentáveis e com impacto muito forte no turismo e muito positivo na economia da ilha”, salientou Ulisses Correia e Silva, para quem o certame “tem tudo para ganhar muito maior impulso”, pelo que o Governo vai “apostar, investir e apoiar fortemente”.

Já o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, destacou a importância do certame, feito “com coração e amor”, considerou, e um produto cabo-verdiano mas que pode ser vendido à escala global.

“Temos que continuar a investir, a apostar na qualidade e colocar a nossa marca, a nossa cultura à escala global”, lançou Olavo Correia, que destacou São Vicente como “palco essencial”, e ilha “da cultura e do Carnaval”, que merece “todo o apoio” para que seja promovido à escala global.

O secretário de Estado-Adjunto da Economia Marítima, Paulo Veiga, por seu lado, após manifestar-se “sem palavras” para classificar o espectáculo proporcionado pelos quatro grupos oficiais, hoje, destacou o “avanço significativo” que o Carnaval do Mindelo conheceu de há dois anos a esta parte, lembrando que “a cultura é o tesouro” da ilha de São Vicente.

Finalmente, o presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves, entidade que organiza o evento, classificou o desfile dos quatro grupos oficiais e do Samba Tropical, na véspera, de “impressionantes” e um exemplo da “força da cultura” na ilha de São Vicente.

“Todos os grupos estiveram muito bem, um Carnaval muito forte, e quero destacar o esforço e empenho de todos para apresentar um produto de qualidade”, ajuntou o autarca, que prometeu continuar a trabalhar para alcançar “o alto nível”.

Os vencedores do Carnaval Mindelo 2018 serão anunciados esta quarta-feira, 14, a partir das 15;30.

Publicidade