“Queremos elevar o nível político” do “diálogo com Moçambique”, referiu Luís Filipe Tavares, chefe da diplomacia de Cabo Verde.

O objetivo é que haja uma cimeira “ao mais alto nível”, pelo menos com periodicidade bienal, referiu, notando haver “vontade política de parte a parte”.

“Vamos conseguir seguramente”, sublinhou, em declarações aos jornalistas.

Luís Filipe Tavares encontrou-se com o Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, para lhe entregar um convite para participar na cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a ter lugar em julho no arquipélago lusófono.

O convite “foi imediatamente aceite”, acrescentou, ficando igualmente por agendar uma posterior visita de Estado de Nyusi a Cabo Verde.

Tavares foi também hoje recebido no Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação (MNEC) de Moçambique.

Num encontro com a vice-ministra, Maria Manuela Lucas, foi abordado “o reforço da cooperação bilateral nos setores do turismo, recursos humanos, ciência e tecnologia”, referiu o MNEC em comunicado.

Publicidade