China quer ajudar a substituir combustíveis fósseis por energias renováveis

0

A China está disposta a ajudar São Tomé e Príncipe a substituir a utilização de combustíveis fósseis por energias renováveis, casos da eólica e solar, a fim de preservar o ambiente, tendo como objetivo central «a promoção do turismo no arquipélago», disse, na capital São Tomé, o novo embaixador chinês.

Em entrevista à agência Macauhub, Wang Wei assinalou que numa fase inicial os custos relacionados com esta mudança poderão ser mais elevados, mas acrescentou que «a curto prazo «a utilização de energias renováveis acabará por se revelar mais económica do que a produção de energia elétrica com recurso a combustíveis fósseis».

«São Tomé e Príncipe pode contar com ajuda da China no sector energético, porque a energia é fundamental para aumentar a capacidade produtiva do país», sublinhou o diplomata, que defendeu «a promoção do desenvolvimento sustentável de São Tomé e Príncipe como um dos eixos fundamentais da cooperação entre os dois países».

O embaixador reafirmou, depois, a vontade de Pequim em participar na construção do porto de águas profundas e na modernização do aeroporto internacional e assegurou que «a China não põe de lado qualquer tipo de financiamento, que dependerá em última análise dos estudos de viabilidade económica bem como da prioridade a atribuir a esses projetos».

Publicidade