No Hospital Nacional Simão Mendes, no centro de Bissau, deram entrada 12 pessoas, entre as quais cinco intoxicadas devido ao gás lacrimogéneo lançado pela polícia, informou o médico João Xavier Pantera.

Segundo o médico, todos os feridos que deram entrada no Hospital Nacional Simão Mendes já tiveram alta com exceção de duas pessoas.

“Um está em observação e deverá ter alta amanhã [sábado] e outro está internado devido a ferimentos, mas fora de gravidade”, disse o médico aos jornalistas.

Segundo o Hospital Militar, naquela unidade de saúde deram entrada sete pessoas e seis tiveram alta com exceção de um jovem, que ficou internado por ter levado um tiro no braço.

Um protesto de estudantes hoje em Bissau, culminou na paralisação da cidade, com os jovens a cortarem o acesso das estradas e principais avenidas da capital guineense, com pneus a arder. Foram também registados vários atos de vandalismo, que provocaram danos em viaturas e vários edifícios.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here