O fórum, uma plataforma do Festival de Cinema de San Sebastián criada para impulsionar novos projetos audiovisuais, vai decorrer entre 23 e 26 de setembro e acolherá projetos provenientes da Argentina, Bélgica, Brasil, Chile, Colômbia, Dinamarca, Espanha, França, Guatemala, Itália, México e Suíça, dos quais nove são primeiros ou segundos filmes.

De acordo com a nota de imprensa do Festival de San Sebastián, nesta sétima edição do Fórum de Coprodução Europa-América Latina registaram-se 223 inscrições, 34% mais do que no ano passado, que contou com 165 registos.

Além disso, participará fora de competição o filme selecionado na Oficina de Desenvolvimento de Projetos Cinematográficos da América Central e Caraíbas.

A anorexia, o primeiro amor, a identidade ou as mulheres guerrilheiras inspiram alguns dos trabalhos desta edição, resultando em primeiros ou segundos filmes dos seus realizadores, em nove dos selecionados.

É o caso da estreia em longa-metragem de Paula Un Mi Kim, com o filme brasileiro “Diário de Viagem”, e de Clara Roquet, com a coprodução de Espanha e Dinamarca “Libertad”.

Com segundos filmes, apresentam-se os realizadores Meritxell Colell, com uma coprodução entre Espanha, Argentina, França e Chile, intitulada “Dúo”, Lara Izagirre, com o filme franco-espanhol “Ane & Peio, una historia de amor entre pimientos”, a chilena Pepa San Martín, com “La Felicidad”, Moroco Colman, com o filme argentino “La noche más larga”, Emiliano Torres, com o também argentino “Marea”, Clarisa Navas, outra argentina que se apresenta com “Las mil y una”, e Matthias Huser, da Suíça, com “The jungle”.

Foram também selecionados projetos de realizadores com um percurso reconhecido, como Albertina Carri (Los extraños de la montaña helada”), a brasileira Tata Maral (“Democracia”), Stefano Pasetto, (“El velo”), Pablo Fendrik (“Hermano Peligro”), Jayro Bustamante (“La llorona”), José Luis Torres Leiva (“Querida Vera”), e Priscila Padilla (“Un nuevo amanecer”).

Fora de competição, apresenta-se “La lluvia”, uma coprodução da Colômbia com o México, da autoria de Lony Welter.

Publicidade