De acordo com o relatório da criminalidade em Timor-Leste, da Direção Geral de Estatísticas, as estradas do município de Covalima são as mais perigosas do país, ao registarem a maioria dos acidentes (1.116).

Nestas estradas morreram 31 pessoas e 1.057 ficaram feridas, 133 das quais com gravidade.

O município de Baucau, segunda cidade do país, e o de Lautem, na ponta leste, foram o segundo e o terceiro munícipios com mais acidentes, respetivamente, no ano passado.

Liquiçá foi ido o segundo em número de mortes (dez), indicou.

O relatório explicou que 29 pessoas morreram na sequência de acidentes de viação e 20 em acidentes com peões ou com bicicletas. As motorizadas estiveram envolvidas em mais de mil acidentes.

A grande maioria dos acidentes, 972, foi resolvida amigavelmente, sendo que apenas 60 chegaram aos tribunais.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here