Num despacho a que agência Lusa teve acesso, a ministra Ester Fernandes determinou que o seu assessor dos assuntos eleitorais, Cristiano Na Bitan, irá dar seguimento aos trabalhos do recenseamento eleitoral em curso no país, visando as eleições legislativas, numa data ainda por anunciar.

A primeira data decretada pelo chefe do Estado guineense, 18 de novembro, já não será possível, conforme o próprio Governo.

Na Bitan volta a liderar o GTAPE após ter sido substituído no cargo, no passado mês de maio, por Alain Sanca, que também já desempenhou as mesmas funções em várias ocasiões.

Sanca, que se encontra ausente do país em convalescença, segundo o despacho da ministra, é alvo de críticas por parte de vários partidos políticos, que o acusam de falhas na condução do recenseamento eleitoral.

Em vários momentos os partidos pediram a sua exoneração do cargo.

As mudanças na direção do GTAPE ocorrem no dia em que o primeiro-ministro, Aristides Gomes, voltou a reunir-se com todos os partidos do país para busca de uma nova data a ser proposta ao chefe do Estado, José Mário Vaz, para realização de eleições.

Fontes presentes no encontro indicaram à Lusa que “ainda não se chegou a um consenso”, quanto a data.

Aristides Gomes prometeu voltar a convocar uma reunião do género nos próximos dias.

Publicidade