A SELECÇÃO Nacional de futebol defronta hoje, no Moruleng Stadium, a partir das 17: 00 horas, a sua congénere de Madagáscar, na terceira e última jornada do Grupo “B” da Taça Cosafa/Castle que decorre desde o passado dia 25 em Rustenberg, África do Sul.

Contudo a passagem de Moçambique para os quartos-de-final depende de terceiros uma vez que, no seu grupo Zimbabwe e Madagáscar encontram-se empatadas com igual número de pontos (quatro), sendo os zimbabweanos têm maiores probabilidades de passar para outra fase mercê do “goal-average”.

Para transitarem, os “Mambas” precisam de vencer a selecção malgaxe e torcer para que o Zimbabwe não vença as Seychelles, um cenário difícil de prever, mas não impossível.

Aliás, apesar do triunfo diante das Seychelles, Abel Xavier, seleccionador nacional, afirmou que a passagem para outra fase continua a ser difícil. A verdade é que o conjunto nacional terá que contar com a ajuda dos deuses para transitar, visto que os zimbabweanos são claramente favoritos a vencerem os ilhéus, colectivo que denotou muitas fraquezas diante de Moçambique. Depois é preciso ter em conta, que os jogadores nacionais enfrentam um conjunto malgaxe, que se apresenta na sua máxima força, e que nos últimos tempos têm crescido de rendimento.

Publicidade