Uma nova entidade de gestão dos museus e monumentos e um novo polo museológico da Cinemateca são dois dos objetivos do governo para a Cultura, no âmbito da estratégia de financiamento europeu até 2030, anunciou esta terça-feira o ministro da Cultura.

Luís Filipe Castro Mendes esteve a ser ouvido na comissão eventual de acompanhamento da definição da Estratégia Portugal 2030, a propósito do próximo quadro financeiro da União Europeia pós-2020. Referindo que o documento sobre a estratégia para a Cultura está ainda numa “fase muito preliminar”, o ministro disse que a ambição do governo é que, em 2030, Portugal tenha “uma fatia maior”, comparando com os cerca de 150 milhões destinados à cultura no quadro 2020.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here