“Se for esse o seu entendimento, o Conselho [Nacional] pode retirar a confiança à direção nacional e assumir democraticamente a responsabilidade de a demitir. Se os contestatários não conseguiram reunir as assinaturas para a apresentação de uma moção de censura, eu próprio facilito-lhes a vida e apresento […] uma moção de confiança”, afirmou Rui Rio, numa declaração à imprensa num hotel do Porto.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here