No final de dezembro, o Supremo Tribunal de Justiça guineense emitiu um comunicado a recordar aos partidos políticos legalmente inscritos que o prazo para entrega das candidaturas terminaria hoje.

O tribunal sublinhou também que os candidatos devem apresentar juntamente com o requerimento da candidatura a certidão de quitação de obrigações fiscais.

O Supremo Tribunal de Justiça, que é o órgão judicial que na Guiné-Bissau tem as competências de tribunal constitucional e eleitoral, tem 14 dias, de 11 a 25 de janeiro, para publicar as listas definitivas admitidas.

A Guiné-Bissau vai realizar eleições legislativas a 10 de março.

O escrutínio esteve inicialmente marcado para 18 de novembro, mas dificuldades financeiras e técnicas obrigaram a atrasar o início do recenseamento eleitoral e a adiar a data das eleições.

A campanha eleitoral vai decorrer entre 16 de fevereiro e 08 de março, segundo o cronograma divulgado à imprensa pela Comissão Nacional de Eleições.

Publicidade