Primeiras conclusões da comissão de inquérito à CGD conhecidas na 2ª feira

0
Os deputados terão depois até dia 10 para apresentar propostas de alteração ao relatório preliminar
Os deputados terão depois até dia 10 para apresentar propostas de alteração ao relatório preliminar

As primeiras conclusões da Comissão Parlamentar de Inquérito sobre a recapitalização e gestão da Caixa Geral de Depósitos vão ser conhecidas na próxima segunda-feira, dia 3 de julho, aprovaram esta quinta-feira os deputados, por unanimidade.

Na Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD) e à Gestão do Banco, os deputados aprovaram por unanimidade um novo calendário que prevê o prolongamento dos trabalhos da comissão por mais quinze dias do que o inicialmente previsto: até 18 de julho.

Assim, o deputado Carlos Pereira (PS) terá de entregar até à próxima segunda-feira, dia 3, o relatório preliminar da comissão parlamentar de inquérito, contendo as primeiras conclusões dos deputados sobre a gestão e recapitalização do banco público.

Os deputados terão depois até dia 10 para apresentar propostas de alteração ao relatório preliminar, ficando Carlos Pereira responsável por entregar a versão final do documento no dia 14, para que no dia 18 seja votada.

O deputado social-democrata Costa Neves explicou que o PSD votou favoravelmente o novo calendário para “permitir operacionalidade” aos trabalhos, mas afirmou que isso não significa que concorde com o fecho dos mesmos. “Entendemos que não foram obtidas as clarificações necessárias; estão pendentes diligências que permitiam essa clarificação”, disse.

A comissão de inquérito vai debruçar-se sobre a gestão do banco público desde o ano 2000, culminando no processo de recapitalização de cerca de 5.000 milhões de euros, aprovado entre o Governo português e a Comissão Europeia, depois de a CGD ter apresentado um prejuízo histórico de 1.859 milhões de euros em 2016.

Publicidade