O futebolista português Cristiano Ronaldo marcou uma “era dourada” no Real Madrid e ruma aos italianos da Juventus com o estatuto de “inigualável”, como destacam hoje os jornais espanhóis.

“Não haverá outro igual. Vai-se Cristiano, a lenda dos 451 golos”, destaca o jornal Marca, numa única manchete, ilustrada com tantas bolas quantos tentos marcou o avançado pelos ‘merengues’ e com a fotografia do golo marcado à Juventus, em Turim, em abril último, com um pontapé ‘de bicicleta’.

No interior, o Marca fala do “Fim de uma era” e conta os passos para a transferência consumada na terça-feira, enaltecendo ainda a “carta de amor” do português e do “ouro puro” que este representou para o clube.

O também desportivo AS recorre ao italiano para se despedir do capitão da seleção portuguesa ‘Ciao, Cristiano’, foi bonito enquanto durou, numa capa em que surge Ronaldo em gozo de férias e com uma parte da sua carta de despedida.

Igualmente em italiano, o catalão oferece o protagonismo ao português, com a expressão ‘CR Sette’, enquanto o Sport promove Ronaldo à capa, mas por a transferência ocorrer a pedido do jogador e por o Real Madrid ficar sem referências, depois da sua saída e da de Zinedine Zidane. No interior, o Sport dá conta da transferência com o título ‘CR7 dinamita Madrid’.

“Cristiano vai para a Juventus depois de marcar uma época dourada em Madrid”, foi o destaque oferecido pelo generalista El País à mudança do português, após nove temporadas no clube madridista, enquanto o El Mundo destaca a saída por vontade de Ronaldo, numa chamada de capa ilustrada por uma caricatura.

Na terça-feira, a Juventus confirmou a contratação de Cristiano Ronaldo, de 33 anos, por quatro temporadas, até junho de 2022, mediante o pagamento de 100 milhões de euros ao Real Madrid.

Aos 33 anos, o capitão da seleção portuguesa vai defender o quarto clube na carreira sénior, depois de Sporting (2002/03), Manchester United (2003/04 a 2008/09) e Real Madrid (2009/10 a 2017/18).

Cinco vezes vencedor da Bola de Ouro, em 2008, 2013, 2014, 2016 e 2017, Cristiano Ronaldo estava ligado contratualmente até 30 de junho de 2021 ao emblema ‘merengue’, ao serviço do qual conquistou quatro Ligas dos Campeões, dois Mundiais de Clubes, duas Supertaças Europeias, dois campeonatos, duas Taças do Rei e duas Supertaças de Espanha.

A Juventus domina o historial do campeonato italiano, com 34 títulos de campeão, sete dos quais conquistados ininterruptamente desde 2011/12 – os quatro últimos sob o comando do atual treinador, Massimiliano Allegri.

Ronaldo vai ser o sétimo português a juntar-se ao clube de Turim, depois de Rui Barros, Paulo Sousa, Dimas, Jorge Andrade, Tiago e João Cancelo, contratado neste defeso ao Valência.

Publicidade