São Vicente acolhe terceiro encontro de reflexão sobre os arquivos em Cabo Verde

0

Uma exposição sobre a memória documental da escravatura e a abolição do tráfico negreiro marca ao início da tarde de hoje, no Mindelo, o arranque do terceiro encontro de reflexão sobre os arquivos em Cabo Verde.

Trata-se de uma iniciativa conjunta Arquivo Nacional de Cabo Verde (ANCV)/Universidade do Mindelo (Uni-Mindelo) que decorrerá durante dois dias (26 e 27) no auditório do Bloco B da Uni-Mindelo, sob o lema “O ANCV e as universidades: convergências e complementaridades”.

A exposição, segundo a coordenadora dos Serviços Académicos e Administrativos da Uni-Mindelo, Risanda Soares, é uma “mostra parcial” da “vasta documentação” sobre o tráfico negreiro em Cabo Verde, emanada durante o período colonial e que conta a história do tráfico e da escravatura em Cabo Verde, desde os primórdios até a sua erradicação nas ilhas.

A mesma fonte explicou que os documentos patentes na exposição, a inaugurar na tarde de hoje, foram seleccionados do Boletim Oficial da Província de Cabo Verde (1842-1974), dos fundos arquivísticos da Conservatória do Registo Civil de algumas ilhas, da Secretaria Geral do Governo, documentação avulsa (1803-1927), livros de registo (1674-1954) e ainda do acervo do Museu de Documentos Especiais do ANCV.

Já a conferência, que deverá abordar um conjunto de quatro painéis, será aberta na terça-feira, 27, com o tema “Acervo documental da ANCV: fundos e instrumentos de pesquisa.

Ao longo da manhã serão ainda apresentados os temas “A arte arquitectónica como fonte histórica: o arquivo vivo no tempo”, “ANCV: lugar de memórias” e, a fechar, uma reflexão pessoal do professor universitário Olavo Cardoso de trabalhar em São Vicente e ter de investigar no ANCV, na Cidade da Praia.

Publicidade