São Vicente: Primeiros 15 dias de Agosto “de arromba” com Carnaval de Verão e dois festivais

0

A ilha de São Vicente acolhe na primeira quinzena do mês de Agosto um conjunto de actividades culturais entre elas o Festival Mindel Summer Jazz, o Carnaval de Verão e o Festival da Baía das Gatas.

“Será um mês de Agosto intenso, sobretudo os primeiros 15 dias”, assinalou o presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves, à Inforpress, a começar, indicou, com o Festival de Jazz, dias 03 e 04 de Agosto, em que a autarquia estará a “reforçar a parceria” com a organização do evento.

Tanto quanto apurou a Inforpress, o número de grupos internacionais a actuar na 7ª edição do Mindel Summer Jazz sobe este ano para três, mas os nomes dos protagonistas não foram ainda divulgados.

Confirmada está a presença do sambista brasileiro Dudu Nobre a encabeçar uma comitiva de 37 carnavalescos do Rio de Janeiro, que, de 01 a 06 de Agosto, ministra um conjunto de oficinas em que serão discutidos temas como Comissão da Frente, Bateria, Mestre-Sala e Porta-Bandeira, director de Harmonia, Rainha de Bateria e Passistas, além de outros temas que serão propostos pelos grupos locais.

Esta acção formativa culmina, no dia 08 de Agosto, com o desfile do Carnaval de Verão, o qual deve juntar a comitiva de Dudu Nobre e os cinco grupos oficiais participantes nos ateliês de formação.

“O Carnaval de Verão é um produto turístico que queremos consolidar”, considerou o presidente da câmara municipal.

O Festival Internacional de Música da Baía das Gatas, a edição 33, por seu lado, decorre nos dias 11, 12 e 13 de Agosto, deverá ser dedicada à juventude e, embora os nomes das bandas devam ser anunciados “oportunamente”, há contactos, por exemplo, com Badoxa, Calema, Djodje e Alborosie (reggae).

O festival, assegurou Augusto Neves, contará ainda com um leque diversificado de artistas e bandas nacionais e estrangeiras, mas sabe-se que as vozes femininas de Titina Rodrigues, Maria Alice e Ana Firmino poderão fazer parte do cartaz da 33ª edição.

“Neste momento estamos atrás dos patrocínios para que a câmara cumpra com o programado, daí convidarmos os emigrantes, turistas, residentes e de outras ilhas a estarem connosco”, concluiu Augusto Neves.

Anualmente, a câmara reserva uma verba de 15 mil contos no orçamento municipal para fazer face às despesas com a logística, viagens e cachê de artistas, contando também com parceiros e patrocinadores que financiam a “maior parte do bolo”.

Ano passado, por ocasião da 32ª edição, dias 12, 13 e 14 de Agosto, o certame decorreu sob o lema “Pela igualdade e diversidade cultural”.

O Festival Internacional de Música da Baía das Gatas teve a sua primeira edição no dia 18 de Agosto de 1984, é realizado anualmente, e desde aquela data apenas não se realizou em 1995, devido a uma epidemia de cólera que assolou Cabo Verde.

Publicidade