“As partes vão colaborar no apoio e desenvolvimento do ecossistema de empreendedorismo, incluindo atividades de estímulo à criação da cadeia de fornecimento local, programas de desenvolvimento de competências e de transferência de conhecimentos e técnicas que facilitem o acesso aos mercados”, lê-se num comunicado hoje distribuído à imprensa.

O programa vai promover, através da capacitação, o acesso à metodologias de ideias de negócio e influenciar uma cultura mais favorável ao empreendedorismo, bem como ajudar as pequenas e médias empresas na criação de novos negócios em setores de interesse nacional, não se limitando à indústria extrativa, acrescenta o documento.

Publicidade