A empresa foi fundada em 2013 e procura “aliar a inteligência artificial com pós-edição humana à tradução automática”.

Entre os investidores estão a Scale Venture Partners, a Notion, a Microsoft Ventures, a Salesforce Ventures, a Samsung Next, mas também a Caixa Capital e a Funders Club, foi hoje anunciado.

O investimento, de acordo com a informação divulgada pela ‘startup’ (empresa com rápido potencial de crescimento) em comunicado, será usado para a expansão internacional e desenvolvimento de produto.

“Apesar de a geografia já não representar uma barreira para empresas que queiram crescer a nível global, a língua é o último desafio a vencer. Neste sentido, a Unbabel captou 23 milhões de dólares para responder à procura daquela que é a solução para este desafio: levar a sua combinação de ‘machine-learning’ e tradução de qualidade feita por humanos ainda a mais empresas e a mais países”, explicou.

O presidente executivo da Unbabel, Vasco Pedro, citado na nota, lembra, a propósito que arrancou a empresa com a ambição de alcançar os 70% de utilizadores da Internet que não falam inglês, nem mesmo como segunda língua.

“No entanto, a procura das marcas globais por uma solução que lhes permita dar apoio aos seus clientes na sua língua nativa cresceu tão rapidamente que a Unbabel precisa agora de dar este passo de crescimento para ser capaz de atendê-las”, afirma.

A plataforma de tecnologia própria da Unbabel combina processamento de linguagem natural, Neural Machine-Translation, algoritmos de estimativa de qualidade e uma rede global de 55 mil tradutores, que juntos tornam possível traduzir com qualidade e a baixo custo.

Publicidade