Ao menos 2,3 milhões de pessoas deixaram a Venezuela desde 2015, fugindo da grave crise econômica e política que o país atravessa, informou a ONU nesta quinta-feira.

Cerca de três milhões de venezuelanos vivem no exterior, dos quais 2,4 na América Latina e no Caribe, segundo o escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

A maioria, segundo as fontes, viajou para a Colômbia e o Peru.

“Os países da América Latina e do Caribe mantiveram, em grande medida, uma política de abertura aos refugiados e migrantes da Venezuela que deveria ser saudada”, explicou em comunicado o Representante Especial do ACNUR e da OIM para refugiados e os imigrantes venezuelanos, Eduardo Stein.

A Venezuela atravessa uma crise política e econômica aguda, com a hiperinflação que, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), alcançará 1.350.000% este ano.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here