A UNITA anunciou hoje que foram aceites as candidaturas de Kamalata Numa, Alcides Sakala e José Pedro Cachiungo à liderança do partido, “com reservas” a de Adalberto da Costa Júnior e rejeitada a de Raul Danda, que poderá ainda recorrer.

Em declarações aos jornalistas, em Viana, sul de Luanda, após uma reunião extraordinária do comité permanente da UNITA, que se prolongou por várias horas, o porta-voz da Comissão Organizadora do Congresso, Ruben Sicato, disse que Adalberto da Costa Júnior, presidente do grupo parlamentar da UNITA, terá de apresentar um documento que comprove que renunciou à nacionalidade portuguesa.

Quanto a Raul Danda, terá de confirmar que tem 15 anos de militância ininterrupta na UNITA (União Nacional para a Independência Total de Angola), principal partido da oposição angolana.

Publicidade