Disputada entre o campeão nacional e o vencedor da Taça de Angola do ano anterior, a Supertaça é a competição que marca a abertura da época. Caso a vencedora das duas competições seja a mesma equipa, cabe ao finalista vencido da Taça (condição em que estaria o Libolo) disputar a Supertaça.

A prova terá lugar no pavilhão multiuso do Kilamba, a partir das 17:00 do próximo dia 22.

No entanto, a envolvência dos “aviadores” resulta do facto de terem sido eliminados nas meias-finais pelo Libolo, ora desistente, de acordo com a Federação Angolana de Basquetebol (FAB), que recorre a uma segunda formação elegível para colmatar o vazio.

O 1º de Agosto lidera o ranking da Supertaça com 12 conquistas, seguido do Petro com seis, ASA e Libolo têm três cada, enquanto o Interclube venceu uma vez, por sinal a última edição em 2017.

Num comunicado a que Angop teve acesso, a FAB informa que a sua decisão é, sobretudo, em referência ao ofício/carta do Sport Libolo e Benfica, datado de 13 de Setembro último, sobre a desistência do clube de participar em todas as provas nacionais sénior masculina.

Publicidade