Angola foi eleita para o comité executivo do Programa Alimentar Mundial (PAM), num mandato que se inicia em janeiro de 2020 e se prolonga até dezembro de 2021, segundo uma nota da embaixada angolana em Itália.

A eleição de Angola, juntamente com a Arábia Saudita, Alemanha, Argentina, Canada e Somália, ocorreu durante a 163ª reunião do Conselho da Organização da ONU para a Alimentação e a Agricultura (FAO), entre 02 e 06 de dezembro, na qual aquele país se fez representar por uma delegação chefiada pelo ministro da Agricultura e Florestas, António Assim, adianta o comunicado.

A embaixadora e representante de Angola junto da FAO, Fátima Jardim, convidou recentemente o diretor executivo desta agência da ONU, David Beasley, a visitar Angola no próximo ano, para se inteirar dos efeitos da seca no Sul do país e constatar o desenvolvimento do projeto transfronteiriço Okavango-Zambeze.

Instituído formalmente em 1963, o PAM é uma das maiores agências humanitárias do mundo e tem como principal objetivo o combate à fome e desnutrição, fornecendo ajuda alimentar a cerca de 90 milhões de pessoas distribuídas por 80 países, anualmente.

Publicidade