Em causa está um despacho assinado pelo Presidente angolano, João Lourenço, de 02 de março, autorizando a empresa pública Simportex, em representação da República de Angola, a celebrar o contrato com a empresa Airbus Defence and Space.

O contrato envolve a aquisição de três aviões do tipo C-295, um avião bimotor turbo hélice que se fabrica em Espanha, pelo valor global de 159.900.000 euros.

Segundo informação da Airbus, a construtora europeia já recebeu 206 encomendas para o C-295, dos quais 165 já foram entregues desde 1996.

É sobretudo utilizado como aeronave de transporte militar, com até 71 militares de cada vez, ou em missões de patrulhamento marítimo, entre outros fins.

Depois da Argélia, no norte de África, a Força Aérea Angolana (FAA) será a segunda do continente africano a operar este tipo de aeronave, desenvolvida pela antiga construtora espanhola Construcciones Aeronáuticas SA (CASA), que passou a integrar o grupo Airbus.

Publicidade