A missão angolana começou a participação na 11ª edição dos Jogos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a decorrer em São Tomé até 28 do corrente, com vitorias no basquetebol feminino e voleibol de praia masculino.

A equipa orientada pela treinadora Ângela Cardoso bateu Cabo Verde, no basquetebol 3×3, por 4-3, num modelo de bola ao cesto implementado pela primeira vez nesta competição, disputado durante dez minutos cronometrados.

O confronto começou muito renhido, com as adversárias a imporem uma defesa rigorosa.

A eficácia nos lançamentos de campo foi determinante. Teresa Odeth marcou dois pontos, ao passo que Sandra Clarisse e Madalena Luzembo terminaram a partida com um cesto cada uma.

A organização atribuiu vitória à dupla angolana Raul/ Mário, por 2-0, uma vez que um dos integrantes da dupla vinda de Moçambique, composta por Salvador e Feliciano, possui 17 anos, quando a competição é destinada a jogadores até 16, de acordo com os regulamentos.

Em femininos, as angolanas Ketheen e Milda foram incapazes de travar a destreza das portuguesas Mariana e Beatriz, e perderam por dois a zero. Apesar da réplica, a supremacia das europeias nunca foi posta em causa.

O fim da tarde esteve reservado para a cerimónia de abertura, presidida pelo Chefe do Estado sãotomense, Evaristo Carvalho. Horas antes, o estadista deixou uma mensagem, através dos órgãos de comunicação locais, aos distintos integrantes da comunidade presentes no arquipélago.

“A realização dos jogos é o culminar dos sonhos adiados, resulta da enorme vontade e temos de abrir as portas aos nossos irmãos lusófonos. Com plena consciência do trabalho que temos pela frente, convidovos a todos a fazerem parte deste magno evento, sobretudo os mais jovens, porque o futuro lhes pertence”, ressaltou Evaristo Carvalho .

O Presidente são-tomense fez votos que o evento traga ventos de mudança, ajude a estimular a prática desportiva, independentemente da faixa etária e do género, e a promover um estilo de vida mais saudável. A requalificação dos espaços destinados à prática das mais distintas modalidades, foi igualmente destacada pelo estadista.

“Que esta edição dos jogos juvenis da comunidade sejam sinónimo de diversão, alegria, inclusão, diversidade, tolerância e aceitação das diferenças”.

A abertura oficial foi marcada pela partida de futebol entre a Selecção Nacional de Sub-17 de Angola e dos anfitriões.

Conferência de ministros

O secretário de Estado dos Desportos de Angola, Carlos Almeida, que se encontra nesta cidade em representação da titular do pelouro, Ana Paula do Sacramento Neto, destacou a forma positiva como Angola começou a participação no evento.

Por outro lado, Carlos Almeida falou, em linhas gerais, sobre os assuntos a abordar na Conferência de Ministros da Juventude e Desportos da comunidade, que decorre durante dois dias nesta cidade.

Cada um dos representantes dos países da CPLP fez uma dissertação sobre as políticas macro destinadas à juventude. Angola vai realizar a bienal dos fazedores de arte, no próximo ano, em Agosto. Este foi um dos temas abordados por Carlos Almeida, durante o evento.

“Todos têm contribuído para isso, e como tal estamos aqui para obtermos uma Comunidade cada vez mais pujante, forte, sólida, solidária e amiga”, acrescentou o secretário de Estado.

Ainda no que diz respeito ao futebol, Timor-Leste joga hoje, às 9h00, com Moçambique. Amanhã entram em acção Cabo Verde e Brasil, ao passo que São Tomé e Príncipe defronta Portugal. O torneio de futebol é disputado no sistema de grupos, na primeira fase, seguindo-se depois as eliminatórias entre os dois primeiros classificados de cada grupo. Na última edição, realizada em Cabo-Verde, Angola obteve 26 medalhas, sendo três de ouro, sete de prata e 16 de bronze.

“Com plena consciência do trabalho que temos pela frente, convido-vos a todos a fazerem parte deste magno evento, sobretudo os mais jovens, porque o futuro lhes pertence”

Publicidade