O Executivo e a Santa Sé deverão assinar, em breve, um acordo que se destina ao reconhecimento e reforço da cooperação bilateral, anunciou ontem, em Luanda, o núncio apostólico, D. Petar Rajic. O acordo inclui a personalidade jurídica da Igreja Católica no país.

Angola e o Vaticano vão assinar, brevemente, um acordo destinado ao reforço da cooperação bilateral, anunciou, ontem, em Luanda, o núncio apostólico, D. Petar Rajic.

O acordo abrange o reconhecimento da personalidade jurídica da Igreja Católica em Angola e da titularidade dos imóveis, incluindo escolas e centros de saúde, espalhados pelas arquidioceses e dioceses, explicou o núncio em declarações à Angop, no final da celebração de uma missa, na paróquia Beata Anuarite Nengapeta, localizada no bairro Simione, no Camama.

Petar Rajic assegurou que os trabalhos que vão terminar com a assinatura do acordo estão avançados e considerou “excelentes” as relações entre Angola e a Santa Sé.

No dia 7 de Março, o Presidente João Lourenço criou uma comissão interministerial para tratar das negociações relativas ao Acordo-Quadro, que vai ser celebrado com a Santa Sé. As negociações estão paralisadas desde 2015. No despacho exarado, João Lourenço indicou o ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Frederico Cardoso, para coordenar a comissão, que integra os ministros das Relações Exteriores, da Justiça e dos Direitos Humanos, da Cultura, assim como os secretários do Presidente para os Assuntos Diplomáticos e de Cooperação Internacional, para os Assuntos Judiciais e Jurídicos e para os Assuntos Sociais.

À comissão foi dado o prazo de 180 dias para finalizar as negociações entre o Governo e a Santa Sé.

Numa audiência concedida pelo ministro das Relações Exteriores, a 9 de Janeiro, o núncio apostólico abordou com Manuel Augusto as condições para a assinatura do Acordo-Quadro de Cooperação entre Angola e a Igreja Católica.

Na ocasião, o núncio apostólico explicou à comunicação social que, quando for assinado o Acordo-Quadro, que antes era designado por Concordata, Angola vai entrar na lista de países do Mundo com relações privilegiadas com a Santa Sé.

Desmaios registados

Ontem, durante a celebração da missa, na paróquia Beata Anuarite Nengapeta, pertencente à diocese de Luanda, três jovens do sexo feminino desmaiaram.

O núncio apostólico teve de interromper por alguns minutos a missa quando desmaiou uma escuteira que estava junto ao altar e pediu a presença de um médico ou enfermeiro. Minutos depois de a primeira vítima ter sido transportada por membros do protocolo, para receber os primeiros socorros, uma segunda crente também desmaiou, sucedendo o mesmo com uma terceira, 20 ou 30 minutos depois.

O desmaio das duas fiéis católicas aconteceu longe do olhar do núncio apostólico.

Publicidade