O responsável do AMA, Cristiano Chiveca, disse on-tem, ao Jornal de Angola, que a primeira fase da votação do concurso vai decorrer de 20 de Julho a 1 de Setembro. A segunda fase tem início a 1 de Setembro, prolongando-se até 5 de Novembros.

Cristiano Chiveca assegurou que na gala, os vencedores apenas vão receber os seus prémios, porque a organização perspectiva a realização de uma actividade restrita.

Revelou, igualmente, que se não for possível realizar a gala este ano, por causa da Co-vid-19, cujos números de in-fectados no país tem aumentado nos últimos dias, a cerimónia de distinção dos vencedores do AMA vai ser adiada para o próximo ano.

Para Cristiano Chiveca, as inscrições para a edição 2020 terminaram a 30 de Maio. Todos os artistas inscritos, que lançaram os seus trabalhos discográficos, em 2019, estão aptos para concorrerem nas categorias de melhor afro-house, melhor álbum, melhor artista digital, melhor artista em Palco, melhor artista feminino, melhor artista Internet, melhor artista masculino, melhor artista/grupo revelação e melhor colaboração.

As outras categorias em concurso são melhor ghetto zouk, melhor gospel, melhor grupo, melhor kizomba, me-lhor kuduro, melhor música tradicional, melhor produção musical, melhor r&b/soul, melhor rap/hip-hop, melhor rock, melhor semba, melhor vídeo clip, melhor word music e música mais popular.

Os artistas indicados e nomeados desta edição do AMA vão ser conhecidos no dia 20 deste mês, através do Youtube e sites oficiais do AMA, (www.angolama.com).

Para além da distinção aos vencedores, a organização do AMA vai, também, homenagear algumas figuras ligadas à cultura e artes angolanas, cujos nomes não foram revelados.

A realização e produção do evento de carácter anual de distinção dos fazedores da música angolana passou sob a responsabilidade da em-presa Legenda Urbana -Top Music Angola.

Publicidade