Os promotores da unidade fabril são os empresários de origem indiana do Grupo Contec Global, através da subsidiária Afrione, e o financiamento é assegurado pela linha de crédito de 2 mil milhões de dólares disponibilizado a Angola pelos Emirados Árabes Unidos (EAU).

Numa primeira fase, estão previstos 150 novos postos de trabalho para a linha de produção de telemóveis (80 por cento destinados a trabalhadores nacionais), que será a primeira a arrancar. Os preços dos aparelhos, segundo a previsão dos promotores, devem situar-se entre os 3 e 4 mil kwanzas, para os mais baratos, e cerca de 200 mil kwanzas para os mais evoluídos.

O projecto prevê ainda a instalação de centros de distribuição fora de Luanda, sobretudo em Cabinda, Uíge, Huambo e Benguela. A produção de computadores pessoais e outros acessórios, ainda sem data prevista, é outro dos objectivos dos promotores.

Segundo Deslandes Rafael, antigo vice-presidente da Federação Angolana de Patinagem e coordenador de logística da Afrione em Angola, a inauguração oficial da fábrica está atrasada devido à pandemia da Covid-19.

Os gestores da Afrione aguardam pela reabertura das ligações aéreas para voltarem ao país”, disse Rafael ao Jornal de Angola. Neste preciso momento, está a ser apetrechado o laboratório. A fábrica, dividida em três sectores (escritórios, fabricação e armazenamento), ocupa uma área de 1.140 metros quadrados e foi construída pela Zerca Angola.

Parceria com EAU
Para além da fábrica de telemóveis, a linha de crédito dos EAU está a financiar diversos projectos de investimento em Angola. O mais conhecido é a linha de montagem de tractores, mas também está prevista a instalação de uma fábrica de fertilizantes. A Fazenda América, dedicada ao sector agrícola, instalou-se no Cuanza-Sul. Também estão previstos investimentos futuros na produção de electricidade e gás.

Para além dos referidos projectos, no dia de 9 Dezembro de 2019, Angola e os EAU assinaram, no Dubai, um memorando de entendimento no domínio dos Transportes, assente numa parceria estratégica para desenvolver e alavancar diversas iniciativas.

Tal como Angola, os EAU – uma confederação de monarquias árabes localizadas no Golfo Pérsico – são membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP). Possuem a sexta maior reserva de petróleo do mundo e uma das mais desenvolvidas economias do Médio Oriente.

É um dos países mais ricos do mundo por Produto Interno Bruto (PIB) e por rendimento anual por habitante (54 mil e 607 dólares), de acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI).


Conheça a Afrione

O Grupo Contec Global está sediado em Londres, no Reino Unido, e agrega várias empresas que operam em países em desenvolvimento, mas também em economias avançadas. O grupo empresarial, que actua nos sectores de tecnologia, telecomunicações, agro-indústria, energia e hotelaria, é um negócio familiar de origem indiana.

Em África, um dos maiores investimentos do grupo foi instalado na Nigéria, também por via da Afrione. A primeira fábrica de telemóveis daquele país foi inaugurada em 2017.

O fundador do Grupo Contec Global é Benoy Berry, que actualmente é acompanhado na gestão pelos filhos Roheen Berry e Sahir Berry.

Em 2017, em entrevista à versão inglesa da revista Forbes, Sahir Berry explicou a aposta nos telemóveis e na fábrica montada na Nigéria.

“A dependência de smartphones produzidos a altos custos no exterior foi considerada uma oportunidade de negócio. Esperamos fornecer, não apenas a primeira tecnologia inteligente produzida e distribuída na Nigéria, mas também contribuir para a capitalização financeira dos africanos com o fomento dos pagamentos e empréstimos obtidos por via electrónica, tudo com o toque de um produto orgulhosamente nigeriano”, defendeu o gestor.

Publicidade