A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) do Brasil remarcou para 15 de abril a etapa 2 do 72º Leilão de Biodiesel, suspensa em decorrência dos impactos económicos da pandemia do novo coronavírus (covid-19). A apresentação das ofertas estava marcada para 6 de abril.

Em nota, a ANP explicou que a decisão foi tomada após um debate com agentes do setor e com o Ministério de Minas e Energia, “que buscaram chegar a um ponto de equilíbrio para o percentual mínimo de retirada por parte dos distribuidores e de entrega por parte dos produtores, como medida de enfrentamento da crise de demanda e da elevação do grau de incerteza no mercado de combustíveis ocasionada pela pandemia de covid-19”.

É por meio dos leilões públicos de biodiesel que as refinarias e importadores de óleo diesel compram biodiesel dos fornecedores para atender ao percentual mínimo obrigatório de biodiesel misturado ao óleo diesel.

Já concluída, a Etapa 1 do leilão habilitou os fornecedores do combustível em uma lista enviada aos compradores. Na Etapa 2, agora remarcada, os fornecedores apresentarão suas ofertas, para que os compradores as escolham na Etapa 3, reprogramada para o dia 16 de abril.

Publicidade