“Foi com muita honra que assumi, há uma semana, as funções de presidente do Comité de Ética e Governação do Fundo Global de Luta contra o VIH/Sida, a Tuberculose e o Paludismo”, escreveu Magda Nely Robalo, na sua página na rede social Facebook.

Na mensagem, a antiga representante da Organização Mundial da Saúde na Namíbia e no Gana agradeceu também aos membros da administração do Fundo Global pela sua “eleição, que foi precedida de um processo criterioso de seleção”.

Sediado na Suíça, o Fundo Global de Luta contra a Sida, Tuberculose e Malária é uma instituição financeira internacional, que tem como principal objetivo o financiamento de programas para combater epidemias como o HIV/Sida, tuberculose e malária no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

O Fundo Global apoia também o desenvolvimento de sistemas de saúde, principalmente nos países em desenvolvimento.

Magda Nely Robalo integrava o Governo guineense liderado por Aristides Gomes, saído das eleições legislativas de março de 2019, e que foi demitido no final de fevereiro, na sequência da tomada de posse do Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló.

Publicidade