O livro, um guia exploratório, retrata vários aspectos concernentes a todas as províncias de Angola desde o turismo, áreas identificadas para investimento, cultura, economia, beleza e encantos naturais e densidade populacional.

Durante a apresentação da obra, de 90 págínas, o empresário português Ricardo Botas disse que não conhece Angola, mas a leitura do livro permitiu-lhe ter ideias muito claras sobre o potencial turístico do país.

Por sua vez, o apresentador do livro, Miguel Kiassekoka, saudou o autor pela louvável iniciativa de contribuir com este manancial de informação sobre as 18 províncias de Angola, a um melhor conhecimento para os potenciais investidores no país no quadro da diversificação da economia.

 O também médico sugeriu que a obra seja amplamente divulgada em Angola e sobretudo para as camadas mais jovens e podendo mesmo constar do currículo de formação.

No Exterior, deve ser usado no quadro da mobilização de novos investidores interessados em realizar os seus projectos em Angola.

 O autor, Jesus Lucala, disse ter retratado no livro as investigações que fez, percorrendo as 18 províncias de Angola.

Durante a cerimónia, Jesus Lucala agradeceu o apoio dos governadores provinciais, bem como das instituições do Estado angolano, ao nível nacional, como o Ministério de Hotelaria e Turismo.

No encontro, os presentes levantaram a questão da grafia dos nomes em Angola em que muito perderam a sua original com a substituição do K, próprio das línguas bantus, pelo C, “aportuguesando” os nomes nacionais como Kuando ou Kubango.

 Os presentes sugeriram ainda ao autor, a enriquecer a obra com mais paisagens turísticas de Angola e menos construções nas próximas edições deste importante livro para a reconstrução nacional.

Jesus Lucala nasceu na província de Malanje, em Angola e é formado em teologia, gestão de empresas e treinamento desportivo. Tem já publicado a obra “Da Aldeia para a Cidade”.  

Publicidade