“Que este seja um momento [de tomada de posse de Filipe Nyusi] que vai garantir que efetivamente os grandes desejos do povo se alcancem: a paz em todo o país e maior unidade nacional, que haja paz e desenvolvimento”, insistiu Armando Guebuza, em declarações aos jornalistas, à margem da investidura de Filipe Nyusi para mais um mandato de cinco anos na chefia do Estado moçambicano.

O antigo chefe de Estado lamentou que, apesar dos esforços que estão a ser feitos, Moçambique ainda não tenha alcançado a paz plena.

“O que está no manifesto eleitoral [de Filipe Nyusi] é o desenvolvimento económico com paz”, disse Armando Guebuza, Presidente da República entre 2005 e 2015.

Guebuza defendeu ainda a promoção da liberdade de expressão para que o povo possa manifestar a sua posição sobre o rumo que o país deve seguir.

“Que reforcemos a nossa unidade e utilizemos a liberdade de expressão que temos e que os moçambicanos possam saber o que pensam um do outro e nessa base contribuir para o seu desenvolvimento”, afirmou Armando Guebuza.

Filipe Nyusi foi hoje investido em Maputo para o segundo e último mandato na Presidência da República, na sequência da sua vitória nas eleições presidenciais de 15 de outubro.

As presidenciais realizaram-se em simultâneo com as legislativas e provinciais, tendo a Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), partido no poder, vencido o escrutínio.

Publicidade