O ator brasileiro Chico Diaz, que já esteve em São Vicente como personagem do filme “O testamento do Sr. Napumoceno”, vai voltar à cidade do Mindelo, agora como convidado de honra do festival de teatro Mindelact.

O interesse para vir a São Vicente, segundo avançou à Inforpress o presidente da Associação Mindelact, João Branco, partiu do próprio ator que quis “conhecer de perto” este festival internacional de teatro do Mindelo – Mindelact, que este ano completa 25 anos de existência.

“Ele nos contactou e disse que queria muito e não fizemos de rogados. É uma honra ter o Chico Diaz aqui, que vai ser um dos embaixadores e convidado de honra do Mindelact”, assegurou este responsável, adiantando estarem “muito contentes” por receber o ator, que “deixou marcas no Mindelo”.

Isto porque Chico Diaz foi um dos personagens principais do filme “O testamento do Sr. Napumoceno da Silva Araújo” rodado em Cabo Verde, em 1997, numa adaptação ao cinema, pelo realizador português Francisco Manso, do romance do escritor cabo-verdiano Germano Almeida.

Na comédia, o ator fazia o papel de Carlos, o sobrinho de Napumoceno, que sempre acreditou ser o seu único e legítimo herdeiro do tio, mas o aparecimento da sua desconhecida prima vem destruir todos os seus sonhos.

Chico Diaz é um conhecido dos cabo-verdianos pelo Testamento do Sr. Napumoceno da Silva Araújo”, mas também das participações em diversas telenovelas e minisséries da Rede Globo.

Fez sucesso também no cinema brasileiro em filmes como Amarelo Manga (2002), Benjamim (2003) e A cor do seu destino (1987).

Depois de 22 anos regressa agora à Mindelo para participar do Mindelact, que recebeu no ano passado a sua colega de profissão Vera Holtz.

O Mindelact, que completa neste ano as bodas de prata, acontece no próximo mês de Novembro e vai contar, segundo João Branco adiantou à Inforpress, com 70 espetáculos oriundos de países lusófonos como Cabo Verde, Portugal, Angola e Guiné-Bissau.

Ainda de outras paragens espera-se a participação de países como Alemanha, França. Espanha, Itália, Dinamarca, República Checa e Japão.

Estes e outros pormenores que, conforme a mesma fonte, vão ser avançados numa conferência de imprensa marcada para segunda-feira, 07 de Outubro.

Publicidade