No final de uma semana de intervenções da Inspeção Geral das Atividades Económicas (IGAE) em Cabo Verde, em colaboração com a Polícia Nacional e a delegacia local, este organismo revelou hoje que nos seis estabelecimentos comerciais encerrados foi identificada uma “falta grave de condições de higiene”.

Entre as infrações detetadas conta-se a falta de condições de higiene, a venda de bebidas alcoólicas ilegais e sem cumprimento dos requisitos de rotulagem, a presença de pragas, o cartão de sanidade caducado e em falta, a falta da placa de proibição de venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos, produtos fora de validade, comércio ilegal de grogue, reutilização de copos descartáveis e a lavagem incorreta de copos para venda de bebidas alcoólicas.

Durante a ação, foram ainda apreendidas “centenas de produtos impróprios para serem comercializados, colocando em risco a saúde dos consumidores”.

Nas fotografias que acompanha esta informação, disponibilizada na página da IGAE na rede social Facebook, podem ver-se produtos alimentares armazenados numa suposta casa de banho, junto a uma sanita, caixas de alimentos sem qualquer acondicionamento, copos de plástico lavados em alguidares de plástico sem água corrente, produtos alimentares acondicionados em sacos de plástico, bancadas com alguidares e panelas e sem água corrente, entre outros.

Publicidade