O projeto, que vai percorrer seis províncias do país à procura de talentos, está aliado ao sonho de realizar-se “o mais incrível” programa televisivo de dança jamais visto em Angola, defendeu a diretora de Marketing da ZAP, Catarina Tavira.

Em conferência de imprensa para o anúncio de lançamento do evento, Catarina Tavira disse que, muito mais que um concurso de dança, o programa tem uma componente de literacia financeira. “Significa que, além das aulas de dança, que estimulam as habilidades dos artistas e dos concorrentes, haverá o apoio à educação financeira dos concorrentes, para aprenderem a gerir o orçamento familiar e a poupar”, realçou.

O roteiro de programas inclui as províncias de Benguela, Huambo, Huíla, Malanje, Luanda e Uíge.

O concurso terá duas fases distintas, caracterizadas pelos castings, que começam a 9 de Setembro, e por 11 galas em direto.

Publicidade