O governante guineense fez este anúncio à margem da 63.ª cimeira de ministros dos Transportes da Agência para a Segurança da Navegação Aérea em África e Madagáscar (Asecna), que decorre em Bissau desde quarta-feira, devendo terminar hoje, na presença de ministros de 13 dos 18 países da organização.

Segundo o ministro, a Guiné-Bissau já assinou o processo verbal com o BOAD, faltando agora que o Governo a ser formado, na sequência das eleições legislativas, inicie os procedimentos para o desbloqueamento dos fundos.

As obras de reabilitação do aeroporto Osvaldo Vieira de Bissau irão comportar a renovação da pista de aterragem, construção de um novo edifício técnico e a renovação da aerogare.

Será construído ainda um novo salão presidencial que terá uma sala para o chefe de Estado, outra para embaixadores, sala para membros do Governo e outra ainda para o presidente do parlamento.

Fundada em 1959, a Asecna dedica-se à gestão dos espaços aéreos e ainda aos serviços de segurança da navegação aérea num espaço de mais de 16 milhões de quilómetros quadrados.

A Guiné-Bissau é membro da Asecna desde 2006 e a partir da reunião que termina hoje em Bissau, passa a assumir a presidência rotativa de ministros dos Transportes da organização, por um período de 12 meses.

A presidir hoje a abertura da 63ª dos ministros dos Transportes dos países da Asecna, o primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes, elogiou o trabalho que tem sido desenvolvido pela organização na Guiné-Bissau, nomeadamente na formação e capacitação de quadros e na preparação de novos ingressos para o setor aeronáutico.

Aristides Gomes enalteceu ainda as ações de melhoramento do funcionamento do aeroporto Osvaldo Vieira e o apetrechamento da agência de aviação civil do país.

A nível global, o primeiro-ministro guineense destacou o facto de a “área Asecna ser das mais seguras do mundo”, o que disse ser motivo de orgulho para todos os africanos, numa altura em que a organização completa 60 anos desde a sua criação.

Os 13 ministros dos Transportes dos países da Asecna que se encontram em Bissau foram hoje recebidos, em visita de cortesia, pelo presidente guineense, José Mário Vaz.

Publicidade