Os Estados Unidos fecharam hoje a segunda fase com um claro triunfo por 89-73 sobre o Brasil, que eliminaram, ‘entregando’ a última vaga nos quartos de final do 18.º Mundial de basquetebol à República Checa, na China.

Os norte-americanos, que já entraram qualificados, face ao triunfo da Grécia sobre os checos (84-77), vão medir forças nos quartos de final com a França, que perdeu a invencibilidade, ao cair perante a Austrália por 100-98.

Nos ‘quartos’, a equipa da Oceânia encontra a República Checa, com o vencedor a defrontar nas ‘meias’ Espanha ou Polónia, enquanto os bicampeões em título Estados Unidos colocaram-se na ‘rota’ de Argentina ou Sérvia, a vice-campeã de 2014.

A formação de Gregg Popovich segurou a invencibilidade sem problemas, mas só ‘disparou’ no marcador no quarto período, depois de atingir o intervalo a vencer por quatro pontos (43-39) e o final do terceiro quarto a comandar por 11 (67-56).

Myles Turner, com 16 pontos e oito ressaltos, Kemba Walker, com 16 pontos, e Jaylen Brown, com 11, destacaram-se nos Estados Unidos, que somaram o 58.º triunfo consecutivo em competições FIFA e 24.º em Mundiais, após o desaire por 101-95 face à Grécia nas meias-finais da edição de 2006.

Na formação ‘canarinha’, que precisava de vencer para atingir os ‘quartos’, os melhores foram Anderson Varejão, com 14 pontos e oito ressaltos, e Vítor Benite, com 21 pontos.

Entre equipas que ainda não haviam perdido, no Grupo L, a Austrália impôs-se ‘in-extremis’ à França, num encontro muito equilibrado decidido nos instantes finais, com um lance livre de Matthew Dellavedova e outro de Mitch Creek.

Patty Mills, com 30 pontos, Joe Ingles, com 23, e Aron Baynes, com 21, formaram um trio ‘imparável’ nos australianos, face a um conjunto europeu liderado por 31 pontos de Evan Fournier e 26 de Nando De Colo.

Por seu lado, a Grécia ‘despediu-se’ da prova, ao vencer a República Checa por insuficientes 84-77, já que precisava de ganhar por 12 ou mais pontos, margem pela qual chegou a liderar no início do quarto período (61-49, 63-51 e 65-53).

Nick Calathes, autor de 27 pontos, seis ressaltos e seis assistências, foi a grande figura dos helénicos, enquanto Giannis Antetokounmpo, o ‘Jogador Mais Valioso’ (MVP) da fase regular da NBA, contribuiu apenas com 12 pontos e nove ressaltos.

Em relação ao conjunto checo, os melhores foram Tomas Satoransky, com 13 pontos, nove assistências e oito ressaltos, e Jaromir Bohacik, autor de 25 pontos.

No outro encontro da ronda do grupo dos primeiros, mas entre duas equipas já afastadas dos ‘quartos’, a Lituânia superou a República Dominicana por 74-55, com 19 pontos e 10 ressaltos de Jonas Valanciunas.

Nos jogos de classificação do 17.º ao 32.º lugares, destaque para a Nova Zelândia, que ganhou à Turquia por 102-101, com 17 pontos de Rob Loe, vencendo o Grupo O, e a Alemanha, vencedora por 82-76 face ao Canadá, com 21 pontos, 10 ressaltos e nove assistências de Dennis Schröder, para arrebatar o Grupo P.

Entre seleções que só tinham perdido, Montenegro bateu o Japão por 80-65, apesar dos 34 pontos de Yuta Watanabe, e a Jordânia ganhou ao Senegal por 79-77, com 34 pontos e 11 ressaltos de Dar Tucker.

A 18.ª edição do Mundial prossegue na terça-feira, com os dois primeiros encontros dos quartos de final, os embates entre Argentina e Sérvia e, depois, entre Espanha e Polónia.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here