De acordo com o governador do banco central angolano, José de Lima Massano, foi criada uma facilidade global de até 100 mil milhões de kwanzas (168,1 milhões de euros), disponibilizada pelo Banco Nacional de Angola, para que empresas fora da área financeira que tenham no seu ativo títulos públicos possam descontá-los junto dos bancos comerciais.

“Numa facilidade até 100 mil milhões de kwanzas concedidas pelo Banco Nacional de Angola, algumas empresas, quer por opção de investimento, no passado, quer por regularização de dívidas públicas, por exemplo, receberam títulos públicos e poderão nesta altura ter o interesse em desfazer-se de modo competitivo desses títulos públicos para terem acesso à liquidez”, explicou.

José de Lima Massano frisou que a decisão permite que “esses títulos possam ser descontados e estas empresas possam ter acesso à liquidez sem que necessariamente tenham de fazer descontos acentuados dos títulos que possuam em carteira”.

“Portanto, é também mais uma facilidade que colocamos à disposição da economia, à disposição das nossas empresas, sobretudo aquelas ligadas ao setor produtivo, para que o ciclo económico não saia muito sofrido com o atual contexto”, disse o governador do banco central angolano.

Publicidade