Brasil: Lucro da Petrobras diminui 42% no primeiro trimestre e fixa-se em 906 ME

A petrolífera estatal brasileira Petrobras obteve um lucro líquido de 4,031 mil milhões de reais (906 milhões de euros) no primeiro trimestre deste ano, representando uma queda de 42% em comparação com o período homólogo de 2018.

0

O resultado trimestral, divulgado pela estatal na terça-feira, mostra um diminuição de 42% dos lucros, face aos 6,961 mil milhões de reais (1,57 mil milhões de euros) alcançados nos primeiros três meses do ano passado.

No entanto, o lucro líquido obtido no primeiro trimestre de 2019 representa um aumento de 92% em relação aos 2,102 mil milhões (470 mil milhões de euros) obtidos no quarto trimestre de 2018.

Nos três primeiros meses deste ano, o volume de vendas de diesel da Petrobras caiu 11% em comparação com o trimestre anterior. Contudo, na comparação anual, registou-se uma subida de 19%.

Em relação ao volume de vendas de gasolina, este caiu 5% na comparação anual e 3% na comparação trimestral.

Esse período foi também marcado por uma redução de 4% na produção de petróleo pela Petrobras, em comparação com 2018.

“A produção de petróleo (…) foi 4% menor (em comparação com o mesmo período de 2018), em função de paragens para manutenção e de atrasos na entrada em operação de algumas plataformas”, justificou a empresa em comunicado.

O endividamento bruto da companhia brasileira atingiu os 78,8 mil milhões de dólares (70,4 mil milhões de euros) no final de março, numa diminuição de 23,6 mil milhões de dólares (21 mil milhões de euros) (23%) em relação a março de 2018, quando a dívida somava 102,4 mil milhões de dólares (91,4 mil milhões de euros).

No ano passado, a Petrobras, maior empresa brasileira, obteve um lucro líquido de 25,7 mil milhões de reais (cerca de 6,53 mil milhões de euros), o melhor resultado desde 2011.

Os lucros obtidos pela Petrobras em 2018 fizeram face às perdas de 446 milhões de reais (cerca de 105 milhões de euros) registadas em 2017, acabando com os quatro anos seguidos de perdas registadas pela empresa.

A diminuição dos lucros em anos anteriores deveu-se ao facto de a Petrobras estar envolvida na operação “Lava Jato”, incluindo em processos judiciais nos Estados Unidos da América, além de ter aderido a programas de regularização fiscal, segundo a imprensa brasileira.

“Lava Jato” é a designação dada à vasta operação que investigou desvios milionários que ocorreram durante quase uma década na empresa estatal Petrobras e que levou à prisão de empresários e políticos, entre eles o ex-Presidente brasileiro Lula da Silva (2003-2011).

Publicidade