Segundo os media britânicos, David Davis demitiu-se 48 horas depois de a primeira-ministra britânica, Theresa May, ter anunciado que o seu Governo tinha concordado com um plano para manter algumas ligações com a União Europeia depois do Brexit, previsto para o próximo ano.

David Davis tem sido uma voz forte da defesa do Brexit no Governo de May, que tem estado dividido entre os apoiantes de uma ‘saída limpa’ da União Europeia e aqueles que querem manter ligações próximas ao bloco de países europeus.

Os pró-Brexit têm criticado Theresa May por considerarem que os planos da primeira-ministra mantêm o Reino Unido demasiado perto da União Europeia, o que limita a capacidade do país para avançar com novos acordos comerciais.

David Davis, eurocéptico nomeado há dois anos para chefiar um ministério criado após o voto britânico de deixar a União Europeia, ameaçou deixar o cargo várias vezes nos últimos meses devido a desentendimentos com a primeira-ministra, segundo alguma comunicação social britânica.

Publicidade