Apesar do empate caseiro, 0-0, esta tarde frente à Mauritânia, o selecionador nacional Janito Carvalho disse ter gostado do jogo da equipa nacional residente e que tudo está em aberto para conquistar a qualificação para o CHAN’2020 em Nouakchott.

O timoneiro nacional dos atletas residentes afirmou mesmo que “Cabo Verde fez um grande jogo”, salientando que ficou demonstrado que os jogadores que militam no futebol interno têm qualidades e lamentou a forma como oportunidades consideradas flagrantes de golos foram desperdiçados pelos “Tubarões Azuis, nome por que é conhecida a seleção cabo-verdiana.

Considerou que este “match nulo” por si só “não é mau para o arranque da eliminatória”, realçando, inclusive o facto de Cabo Verde não ter sofrido o golo em casa, o que lhe permite qualificar-se no jogo decisivo em Mauritânia, já previsto para 03 de Agosto.

Enquanto isto, o selecionador nacional da Mauritânia, Moustapha Fall, mostrou-se algo “satisfeito” com o resultado e a forma como o seu conjunto soube defrontar a equipa de Cabo Verde, nesta sua deslocação à capital cabo-verdiana, mas considerou que os mauritanianos pretendiam conquistar os três pontos fora de portas.

Ainda assim enalteceu as qualidades do combinado cabo-verdiano, alegando que apresentou uma equipa competitiva com jogadores de grandes qualidades, pelo que promete ainda trabalhar o seu coletivo para resolver a contenda na Mauritânia.

Cabo Verde e Mauritânia empataram esta tarde, no Estádio Nacional, com uma fraca assistência, a zero, em jogo da primeira mão da primeira eliminatória de qualificação para o Campeonato Africano das Nações residente CAN’2020 a ser disputado na Etiópia.

Publicidade