Cabo Verde: Eurodeputados prometem dinamizar cooperação nas áreas da economia, energias renováveis e desenvolvimento económico

0

Os quatro deputados do Parlamento Europeu que se encontram de visita a Cabo Verde prometeram hoje, trabalhar para dinamizar a cooperação nas áreas da economia, energias renováveis, desenvolvimento económico e governação.

A intenção foi anunciada pela porta-voz da delegação, Ana Gomes, em declarações à imprensa, esta terça-feira, à saída do encontro que mantiveram com o ministro das Finanças, Olavo Correia, em representação do Governo de Cabo Verde.

“Nós queremos ver questões que dizem respeito à parceria União Europeia e Cabo Verde – que já é um exemplo -, bem fortalecidas e consolidadas. Os interesses da parceria, neste momento, são concretos e têm a ver com a dinamização das áreas da economia, energias renováveis, desenvolvimento económico e as questões de governação”, disse.

Segundo Ana Gomes, a agilização do processo da circulação de cidadãos através da parceria da mobilidade, consta dos interesses desta parceria e dos deputados da UE, que vão acompanhar o processo, cujo benefício é geral.

Este processo, afirmou, tem muito a ver com a segurança, pelo que passa pela adopção de passaportes biométricos, um passo considerado pela eurodeputada de decisivo para o bom andamento do procedimento.

Questionada sobre o interesse da UE em realizar um forte investimento em Cabo Verde, assim como vem fazendo a China, Ana Gomes sublinhou que com capacidade e experiência que o arquipélago possui, a União Europeia devia pensar em investir valores mais avultados.

A propósito de investimentos avultados em países geoestratégicos, lembrou, por outro lado, que os países que aceitam estes investimentos devem saber controlar os investimentos estratégicos para os seus interesses e do seu povo, isso em todos os níveis.

O ministro das Finanças, Olavo Correia, que agradeceu a cooperação existente entre Cabo Verde e a União Europeia, falou do novo quadro de cooperação que vai incidir na atração de investimentos europeus e criação de um quadro de livre circulação de pessoas e bens.

“Da nossa parte já demos um passo nesta matéria, mas é preciso mais trabalho de casa para lá chegar”, admitiu.

Conforme realçou o governante, o novo quadro de parceria inclui cooperações em ambiente de negócios, emprego, segurança jurídica e oceanos, tem como perspetiva ajudar o país a ser uma nova plataforma de negócios em domínio financeiro, turismo, energias renováveis, mas também da economia do mar.

Cabo Verde, argumentou, sendo um país seguro, fiável e confiável tem todas as condições para o reforço da cooperação com a UE.

A delegação de deputados do Parlamento Europeu que se encontram de visita em Cabo Verde foi recebida em audiência pelo Presidente da Republica, Jorge Carlos Fonseca, com quem bordou temas sobre a parceria da mobilidade e dinamização de cooperação nas áreas da economia, energias renováveis e desenvolvimento económico.

Durante a sua estada em Cabo Verde, os eurodeputados vão deslocar-se também às ilhas de São Vicente e Santo Antão para se inteirar do andamento dos projectos financiados pela UE.

Publicidade