O primeiro-ministro cabo-verdiano disse hoje que não vê constrangimentos no adiamento da cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) para setembro, garantindo que o país fará “com prazer” mais dois meses de presidência da organização.

O secretário-executivo da CPLP, Francisco Ribeiro Telles, disse hoje à agência Lusa que a próxima conferência de chefes de Estado e de Governo dos Estados-membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a decorrer este ano em Luanda, está marcada para setembro.

Inicialmente prevista, como habitualmente, para julho – mês em que a organização lusófona celebra o aniversário -, a cimeira acabou por ser marcada para “02 e 03 de setembro”, de acordo com “uma proposta de Angola nesse sentido”, disse o embaixador português.

Publicidade