O festival, que decorre até ao dia 30, retorna, em mais uma edição anual, com vários convidados internacionais, dentre os quais se destacam o português António Antunes, o brasileiro Marcello Quintanilha, o moçambicano Leilo Albano e o congolês democrático Jéremie.

O programa de atividades desta edição do Luanda Cartoon prevê a realização de uma exposição central, no primeiro dia, assim como sessões de lançamento de livros de banda desenhada e assinatura de autógrafos dos autores.

A exibição de curtas-metragens de animação também constam do programa de atividades, com a realização, semanalmente, de um ciclo de cinema.

A organização preparou ainda um programa de debates, ao qual denominou “Conversas com artistas com obras publicadas”, assim como pequenos espetáculos.

O Luanda Cartoon foi criado em 2003 pela dupla de irmãos cartoonistas Lindomar e Olímpio de Sousa. Desde então foi ganhando espaço, até atingir projeção internacional, em 2010. O Festival continua a ser o único no género em Angola e um evento de referência na banda desenhada da região da África Austral e o mais importante dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP).

Em 2016, o festival conquistou o Prémio Nacional Cultura e Artes (PNCA), na categoria de Artes Visuais e Plásticas, como reconhecimento do trabalho criativo dos seus organizadores.

Publicidade