Caso “500 milhões de dólares”: Ex-ministro das finanças não confirma que transferência foi autorizada por Eduardo dos Santos

Publicidade