O compositor e intérprete Tckeka disse hoje à Inforpress que vai trabalhar a parte sonora da curta-metragem da realizadora francesa Marie Vieillevie, que escolheu a vila piscatória de Ribeira da Barca para ser o cenário da sua nova produção.

Conforme informou, a realizadora vai estar na vila de Ribeira da Barca, no concelho de Santa Catarina, ilha de Santiago, de 08 a 22 de Agosto, onde vai poder acompanhar de perto a vivência dos pescadores para poder criar “ideias verídicas” para enquadrar no filme, que tem como enredo uma história de amor.

Ou seja, revelou que o filme vai contar a história de uma turista que se apaixona por um pescador daquela vila piscatória do inteiro de Santiago.

Tcheka, que se mostrou ansioso pela gravação e por esta primeira experiência, acredita que esta curta-metragem vai projectar o seu torrão natal ao mundo.

Relativamente as músicas, avançou que compôs seis, cujo “storyboard” (guia visual) está pronto, faltando a sonorização, um “detalhe” que está a aguardar pela chegada da realizadora para que possam enquadrá-la melhor no filme.

O artista, natural da Ribeira da Barca, adiantou ainda à Inforpress, que depois da “tournée” que realizou durante um mês ao continente asiático, com passagens por Japão, Singapura e Correia do Sul, encontra-se de momento no seu torrão natal para trabalhar, também, o seu novo álbum, cujas algumas músicas já estão compostas.

Ribeira da Barca já foi palco de um documentário realizado por Gabriel Manrique e Jordie Montevecchi e produzido por Matchbox Media Collective, “Sandgrains”(Grãos de Areia), que conta a história daquela comunidade costeira, que luta pela sobrevivência face à “política das pescas insustentável e injusta” da União Europeia (UE).

Recentemente, foi também uma das localidades de Santa Catarina escolhida para ser cenário do filme “Dois irmãos”, baseado do livro do escritor cabo-verdiano Germano Almeida.

Publicidade