O porta-voz do Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), Orlando Modumane, disse à Lusa que Tudelo Guirrugo foi detido na cidade de Xai-Xai, capital provincial de Gaza, após uma audição no quadro da investigação ao homicídio de Anastácio Matavel.

Tudelo Guirrugo encontra-se suspenso do comando do GOE, desde 08 de outubro passado, por ordens do comandante-geral da PRM, Bernardino Rafael, na sequência do assassinato por agentes da corporação.

Rafael ordenou igualmente a suspensão do comandante da Força de Intervenção Rápida (FIR) em Gaza, Alfredo Macuácuá, que responde ao processo em liberdade.

Anastácio Matavel, editor executivo do Fórum de Organizações Não-Governamentais de Gaza (Fonga) e representante da Sala da Paz, uma plataforma de observação eleitoral, foi morto a tiro a 07 de outubro por um grupo de quatro polícias do GOE e um civil, quando saía de uma ação de formação de observadores eleitorais, na cidade de Xai-Xai.

Dois dos agentes da polícia envolvidos no crime morreram, quando a viatura em que seguiam capotou, outros dois foram detidos no local, após ficarem feridos no acidente e um civil implicado na morte encontra-se a monte.

A morte de Anastácio Matavel provocou repúdio e condenação em Moçambique e fora do país, por se tratar de um ativista da sociedade civil envolvido na observação eleitoral e que morreu durante a campanha para as eleições, numa província conhecida pela intolerância política contra opositores da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), partido no poder.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here