O conjunto Os Tubarões vai realizar no próximo dia 29 de Novembro, no espaço Warehouse, na Praia, um espetáculo dançante para comemorar os 50 anos da fundação do grupo e proporcionar “baile de família” a todos os praienses.

Em conferência de imprensa, para anunciar a realização do espetáculo, o pianista Zeca Couto, um dos fundadores do grupo, disse que pretendem fazer um “baile de família”, com uma retrospetiva do repertório da carreira de “Os Tubarões”, bem como alguns temas novos que estão na forja.

“Pretendemos apresentar um repertório bastante acolhedor e afável, com temas do passado para as famílias e casais de namorados passarem momentos agradáveis”, precisou.

Fazendo um balanço desses 50 anos de vida de Os Tubarões, Zeca Couto adiantou que passou por momentos que estão registados no seio da população cabo-verdiana residente e na diáspora.

“A vida de os Tubarões tem sido como um comboio, em que em cada paragem uns descem e outros sobem”, analisou Zeca Couto, referindo-se a saída e entrada de elementos do grupo para seguir carreira a solo ou por motivos pessoais.

O espetáculo vai contar com a atuação de Arlindo Rodrigues, como novo vocalista do grupo, e Bruno Lima, baterista, que, presentes na ocasião, consideraram se tratar de um “privilégio e responsabilidade” fazer parte de uma “banda história” como “Os Tubarões”.

Criada em 1969, a banda só começou a ganhar notoriedade após a entrada do vocalista Ildo Lobo, isto no período pós independência de Cabo Verde, a 5 de Julho de 1975, em que gravaram os dois primeiros álbuns “Pepe Lopi” e “Tchon Di Morgado”.

Com várias discografias no mercado, a banda teve uma paragem em 1994 e 20 anos depois voltaram a reunir-se para pisar os palcos, começando pelo festival da Gamboa, na cidade da Praia.

Conhecidos por cantarem morna, coladeira e funaná, “Os Tubarões” foram um dos grupos mais representativos da música de Cabo Verde no período de transição rumo à independência e democracia.

Pelo contributo que deram ao longo dos primeiros 20 anos da independência nacional no sector da música, “Os Tubarões” foram condecorados pelo actual Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, no âmbito do 40º aniversário da independência nacional, em 2015.

Atualmente, a banda é formada por Totó Silva (guitarra), Mário “Russo” (baixo), Jorge Lima (percussão), Bruno Lima (bateria), Zeca Couto (Piano) e Arlindo Rodrigues (vocalista), que substituiu Albertino Évora.

Da discografia do grupo fazem parte “Pepe Lopi e Tchon di Morgado” (1976), “Djonsinho Cabral” (1979), “Tabanca” (1980), “Tema para dois” (1982), “Os Tubarões” (1990), “Os Tubarões ao vivo” (1993) e “Porton d’nos Ilha” (1994).

Publicidade